Notícias e Vídeos

Voltar

Parauapebas lidera casos de violência contra a mulher no Disque Denúncia

O Disque Denúncia Sudeste do Pará recebeu 165 denúncias sobre violência contra a mulher no ano de 2018. As ligações foram oriundas dos municípios de Parauapebas com 76 chamados, Marabá com 73, Itupiranga 3, São João do Araguaia 3, Limeira-SP com 2, Canaã dos Carajás , Canoas-RS, Rio de Janeiro, Rondon do Pará, Nova Ipixuna, Jacundá, Valinhos-SP e Xambioá-TO ficaram com uma denúncia cada.

Desde o início de 2019 a central recebeu 35 denúncias, sendo 20 do município de Parauapebas, 11 de Marabá, Marituba 1, Ananindeua 1, Belém 1, São João do Araguaia 1.

De acordo com as denúncias pode-se traçar o perfil do agressor, sendo que em 79% dos casos o autor da violência é o marido e 28% dos agressores estão sob o efeito de álcool ou drogas.

Em relação às mulheres agredidas 37% têm filhos e a maiorias deles também sofrem agressão, 49% sofrem violência física, 28% agressão verbal, 12% ameaça de morte, 10% dos casos correm há mais de um ano, 16% das agressões são praticadas no período da noite e em 18% dos casos denunciados outras pessoas estavam presentes no momento em que a ocorreu a violência.

O Disque Denúncia Sudeste do Pará divulga campanhas de marketing incentivando as mulheres que sofrem agressão ou qualquer pessoa que presencie casos de violência doméstica a denunciar esse tipo de crime, para que esse índice possa diminuir a cada ano. As denúncias que chegam a central são enviadas de forma imediata para os órgãos responsáveis pela verificação e apuração dos fatos.

A população pode continuar contribuindo para a diminuição do índice de violência contra a mulher denunciando pelo telefone fixo (94) 3312-3350, enviando mensagem pelo WhatsApp (94) 98198-3350 ou pelo APP do Disque Denúncia Sudeste do Pará.

Fonte: Pebinha de Açucar



    Compartilhar:


Contribua

Ajude a manter o projeto que há mais de 20 anos luta por uma cidade melhor.
Contribua livremente, sem vínculo ou compromisso. Você pode doar quando e quanto quiser.